• nuventica

SINPOL FAZ HOMENAGEM A SERVIDORES QUE PARTEM PARA A INATIVIDADE




Na tarde desta quinta-feira (11/11), o Sindicato dos Servidores da Polícia Civil do Amazonas homenageou três grandes servidores que partiram para a inatividade.

Os Delegados de Polícia Luis Humberto e Carlos Tavares, além do Escrivão de Polícia Cleber Paes foram galardoados com a Comenda Ajuricaba. Honraria concedida pelo SINPOL-AM àqueles que possuem notórios serviços prestados à sociedade amazonense.

Os Delegados Luis Humberto e Carlos Tavares ingressaram na Polícia Civil do Amazonas no ano de 1975 e 1978, respectivamente, e, de lá pra cá, foram mais de 46 anos de bons serviços prestados e muitas histórias a serem contadas.


Já o Escrivão de Cleber Paes é oriundo do ano de 2001 e sempre foi reconhecido pelos seus pares como possuidor de extrema competência e ética. Além disso, Cleber já contava com tempo de serviço averbado o que lhe permite partir para a aposentadoria.




Os três agraciados com a Comenda Ajuricaba são referências entre seus pares e suas condutas sempre foram ilibadas.

A cerimônia contou com a presença de amigos e familiares, além de vários membros da Diretoria Executiva do Sindicato.

A Comenda Ajuricaba é uma referência feita ao Índio Ajuricaba, símbolo da resistência dos povos indígenas, marca inegável de nossa ancestralidade (povos amazônidas). A peça foi confeccionada pela artista plástica Rosa dos Anjos e é construída em madeira certificada em formato de cocar indígena onde cada pétala representa as principais calhas da bacia hidrográfica da região amazônica.





O Presidente do SINPOL-AM Jaime Lopes falou sobre a importância de reconhecer o brilhante trabalho destes servidores:


“...Nos deixa muito felizes prestar essa homenagem. Porém, o mais importante é disseminar nesse servidores a sensação de Justiça pelo nosso reconhecimento ao hercúleo trabalho que eles desempenharam por tanto tempo em prol da nossa instituição e, por consequência, da sociedade amazonens. Futuramente, a lacuna que se abrirá poderá até ser preenchida por novos servidores em termos quantitativos, mas o conhecimento, as experiências, a expertise, o espírito público de cada um, isso será será difícil de substituir. A Polícia Civil perde muito com a partida para a aposentadoria destes honrados policiais, mas também entendemos que é hora de descansar, colher os frutos de todos esses anos de trabalho, aproveitar a família e os amigos. Em nome do SINPOL-AM, nós agradecemos por toda a dedicação de cada um ao serviço, a nossa Instituição.", finalizou Jaime Lopes.




0 comentário