• Sinpol

PRESOS QUE FUGIRAM DA 32º DP DE CAAPIRANGA SÃO CAPTURADOS NO MESMO DIA. SAIBA COMO TUDO ACONTECEU!




Seis presos da 32ª Delegacia de Polícia do Município de Caapiranga, a 135 km de distancia de Manaus, empreenderam fuga rendendo um policial e levando armas, munições e coletes. Entenda como tudo aconteceu.


Um Preso identificado como Rafael, que responde por Homicídio, conseguiu serrar as grades do alto da cela e, fazendo uso de uma corda improvisada com lençóis, conhecida como Tereza.




Deu a volta na delegacia e rendeu o policial que estava naquele momento no plantão. Tudo ocorreu muito rapidamente e o fator surpresa impediu a reação do policial, o que colocaria sua vida em risco.


O homicida fujão, após ter rendido o agente de segurança, conseguiu então as chaves das celas e liberou seus comparsas. São eles:




Arnilson – Vulgo Grande, responde por Tráfico de drogas




Lindanor – Vulgo Linda, esposa de Adilson, responde por tráfico de drogas




Marcos – Vulgo Babu, responde por homicídio




Gustavo – Vulgo Bujica, responde por tráfico de drogas




Henry – Vulgo Kiry, responde por homicídio




Rafael – Vulgo serralheiro, responde por homicídio



Ao serem libertados das celas, os infratores conseguiram roubar da delegacia varias armas, sendo elas: duas escopetas, calibre 12mm; um rifle; três pistolas. Além de munições, coletes e parelhos celulares e, ainda, depredaram o patrimônio público destruindo as dependências da Delegacia.





Na fuga, os fujões seguiram para uma casa na comunidade de campina do norte, nas proximidades do município de Manacapuru. Essa informação foi levantada pela equipe de policiais da 32ª DP, composta por seu titular, Delegado Alon Jefferson e os Investigadores de Polícia Anildo; Galvão; Marco Aurélio; e Nirvandro, que ao tomarem ciência da localização, e com o apoio de uma equipe da Companhia de Operações Especiais da PMAM, composta Pelo Tenente Molaz; Sargento Daniel; Cabo Alisson; e Cabo Rocha, deslocaram-se ao local indicado e, fazendo uso das técnicas corretas de abordagem, lograram êxito na captura dos elementos infratores, sem a necessidade de haver disparo de arma de fogo. Além de todos os fugitivos terem sido capturados com sucesso, todos os objetos roubados foram recuperados.


Da fuga à captura, pouco mais de dez horas se passaram. Para os especialistas em segurança, o tempo de resposta foi exemplar.


A equipe da 32 DP conduziu ainda ontem os presos para Manaus, onde responderão por vários crimes, como: associação criminosa; roubo; fuga; além dos crimes que já respondem.


Equipe da 32 DP




Na fuga, os fujões seguiram para uma casa na comunidade de campina do norte, nas proximidades do município de Manacapuru. Essa informação foi levantada pela equipe de policiais da 32ª DP, composta por seu titular, Delegado Alon Jefferson e os Investigadores de Polícia Anildo; Galvão; Marco Aurélio; e Nirvandro, que ao tomarem ciência da localização, e com o apoio de uma equipe da Companhia de Operações Especiais da PMAM, composta Pelo Tenente Molaz; Sargento Daniel; Cabo Alisson; e Cabo Rocha, deslocaram-se ao local indicado e, fazendo uso das técnicas corretas de abordagem, lograram êxito na captura dos elementos infratores, sem a necessidade de haver disparo de arma de fogo. Além de todos os fugitivos terem sido capturados com sucesso, todos os objetos roubados foram recuperados.


Da fuga à captura, pouco mais de dez horas se passaram. Para os especialistas em segurança, o tempo de resposta foi exemplar.


Todos os presos foram trazidos para Manaus e responderam por vários crimes, como: associação criminosa; roubo; fuga; além dos crimes que já respondem.


LEIA O ARTIGO DO NOSSO COLEGA IPC Marcello Vitor: Tragédia Anunciada
https://www.portaldosinpol.com.br/post/tragédia-anunciada

© 2020 - SINPOL-AM. CSPQ Tecnologia.