• Sinpol

PC-AM prende rapaz pela autoria de feminicídio da própria companheira no bairro Gilberto Mestrinho



A Polícia Civil do Amazonas, representada pelos delegados Paulo Martins e Charles Araújo, titular e adjunto, respectivamente, da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), falou na tarde desta quinta-feira (4/4), por volta das 14h30h, durante coletiva de imprensa realizada no prédio da especializada, sobre o cumprimento de mandado de prisão preventiva por feminicídio em nome de Jefferson da Silva Pinto, 25, procurado pela autoria da morte da própria companheira, Stefane Rocha Chaves, que tinha 20 anos.


O adjunto da DEHS destacou que o crime ocorreu na tarde do dia 5 de março deste ano, por volta das 15h, na casa do casal, situada na rua Primeiro de Maio, Comunidade Nova Vitória, bairro Gilberto Mestrinho, zona leste de Manaus. Após desferir aproximadamente 20 facadas em Stefane, Jefferson empreendeu fuga e se escondeu em propriedades de conhecidos na capital.


“No dia do crime, Jefferson estava bebendo na residência da irmã dele e quando retornou para a casa onde morava com a vítima, encontrou a porta trancada. Em razão disso, ele acabou dormindo no quintal. Quando acordou, começou uma discussão com Stefane porque achava que ela havia escondido a chave dele. Nesse momento ele desferiu os golpes na esposa”, esclareceu Araújo.


Conforme Araújo, os policiais civis da DEHS efetuaram a prisão de Jefferson na tarde de quarta-feira (3/4), por volta das 15h, na unidade policial. O mandado de prisão preventiva por feminicídio em nome do infrator foi expedido no dia 6 de março deste ano, pelo juiz Erivan de Oliveira Santana, no Plantão Criminal.


“No período que ele ficou foragido, desde que o delegado Charles Araújo assumiu as investigações em torno do caso, passamos a monitorar todas as residências dos familiares do infrator. Percebendo que não tinha como continuar se escondendo da polícia, entrou em contato com o advogado dele para negociar uma confissão. Depois de muita pressão, Jefferson nos procurou aqui na delegacia e confessou a autoria do crime”, informou Martins.


Segundo familiares da vítima, Stefane pretendia voltar para o estado do Maranhão, onde nasceu, por conta do relacionamento abusivo que vinha mantendo com o infrator. Jefferson argumentou que não sabe o que o motivou a matar a companheira, uma vez que a chave da casa deles não havia sido escondida pela jovem. De acordo com a irmã de Jefferson, ele teria esquecido que havia deixado o objeto em cima da geladeira do imóvel.


Jefferson foi indiciado por feminicídio. Ao término dos procedimentos cabíveis, ele será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde irá ficar à disposição da Justiça.


FOTO: Erlon Rodrigues/ Assessoria de Imprensa da Polícia Civil do Estado do Amazonas.




© 2020 - SINPOL-AM. CSPQ Tecnologia.