• Sinpol

PC-AM prende funcionários do Distrito Industrial investigados por subtraírem produtos de empresa



A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe de investigação do 7º Distrito Integrado de Polícia (DIP), sob a coordenação do delegado Fabiano Rosas, titular da unidade policial, deflagrou ao longo do último sábado (4/5), a operação “False Security”, com o objetivo desarticular um esquema criminoso, envolvendo supervisores de segurança que atuavam em uma empresa de aparelhos eletrônicos situada no bairro Distrito Industrial, zona sul de Manaus.


De acordo com a autoridade policial, Edison Marialves de Souza Júnior, 38; Fábio Henrique Matias da Silva, 40, e Jeferson Lira dos Santos, 35, foram presos ao longo da ação policial por crimes distintos, mas serão indiciados por furto qualificado e associação criminosa, por desviarem produtos fabricados pela empresa onde trabalhavam. Conforme Rosas, Jeferson foi o primeiro a ser preso, por volta das 2h30, no momento em que ele deixava a empresa carregando uma sacola contendo aparelhos celulares subtraídos do local.


“Em continuidade aos trabalhos, aguardamos Edison e Fábio chegarem à empresa e, por volta das 8h, prendemos Fábio com uma munição ponto 40. Já Edison chegou no local por volta de 9h e foi preso com uma pistola calibre 380 e 30 munições do mesmo calibre. Após prendermos o trio, fomos até a casa dos três infratores, situadas em zonas distintas da capital, onde cumprimos mandados de busca e apreensão, expedidos no dia 3 de maio deste ano, pelo juiz Julião Lemos Sobral Júnior, no Plantão Criminal”, explicou Rosas.


O titular do 7° DIP informou, ainda, que durante as buscas nos imóveis, os policiais civis apreenderam celulares, notebooks e acessórios, além de um simulacro de arma de fogo. “O trio foi indiciado por furto qualificado e associação criminosa. As investigações em torno do caso irão prosseguir, até identificarmos e prendermos os receptadores desses produtos que estavam sendo desviados da empresa de eletrônicos”, enfatizou.


Flagrante – Edison e Fábio foram autuados em flagrante por porte ilegal de arma de fogo de uso permitido. Já Jeferson foi autuado em flagrante por furto qualificado. O trio foi indiciado, ainda, por furto qualificado e associação criminosa. Ao término dos procedimentos cabíveis no 7° DIP, Edison, Fábio e Jeferson foram levados para Audiência de Custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, no bairro São Francisco, zona sul de Manaus.


FOTOS: Divulgação/ PC-AM




© 2020 - SINPOL-AM. CSPQ Tecnologia.